Torne eficiente e saudável sua experiência em campo

É interessante questionarmos acerca da preparação para uma vigília ufológica, da mesma forma que para observações do céu, ou para quaisquer outras observações de fenômenos naturais.

No caso das vigílias, alguns ufólogos se preocuparam com esse aspecto e produziram sugestões de como melhor proceder.  Penso, complementarmente, que as observações não alcançarão  o sentido pleno, se aquele que observa, que avalia, que compara, não estiver focado nos objetivos internos e externos da prática à qual se propõe. O que, quando, como e para que fazer?

Normalmente, não se trata apenas de observar por observar. Mesmo que seja um grupo com formação diversificada ou formado por especialistas e leigos. Existem motivações individuais e coletivas para estar ali. E junto com estas motivações estão expectativas e objetivos a serem alcançados.

Então, existem grupos ou equipes que dão pouco valor a certos procedimentos e existem aqueles que seguem métodos, técnicas e procedimentos específicos com maior rigor. Dentre estes procedimentos estão aqueles, talvez os mais importantes, voltados ao cuidado. Cuidado consigo mesmo e cuidado com os outros participantes da equipe.

Mesmo que seja em um grupo grande há sempre algo a fazer em termos de preparação. Mas, a depender do objetivo, caberá  a cada um, desenvolver esse olhar atento e esse engajamento desde os primeiros momentos do processo de organização da agenda de campo.

Considere que no seu tempo, no seu ritmo, com os recursos disponíveis, mesmo aqueles que parecem não estar engajados na preparação externa podem revelar, na intimidade de seu processo de busca por compreensão e respostas, um intenso trabalho interno.

A busca interna do estudante de ufologia, iniciante ou veterano, exigirá sempre, muita dedicação, auto-observação e estudo, em especial se estiver vivenciando reflexões decorrentes de experiências e/ou informações ufológicas impactantes e recentes. Por isso o grupo é também um lugar de compartilhamento, um laboratório de experiências muito valiosas para todos.

A identificação e preparação dos meios ou recursos a serem utilizados na vigília, pode se dar concomitante à elaboração dialogada de uma pauta. Os atropelos, embora comuns, devido a informalidade própria da maioria dos grupos ufológicos, devem ser evitados. Por isso, esse processo de construção será tanto mais enriquecedor quanto mais for uma construção compartilhada e com antecedência. Ou seja, são muitos os detalhes internos (resultantes de sua busca pessoal) e externos (os meios ou recursos coletivos) a serem observados.

Desde as considerações objetivas: local do encontro, atividades a serem desenvolvidas no local, equipamentos necessários, quantidade de pessoas que participarão, forma de deslocamento, horários, alimentação, meio ambiente, geração e recolhimento do lixo no acampamento,  até  a preocupação quanto ao comportamento pessoal, harmonia nas relações interpessoais, aspectos emocionais, espirituais, relações com a natureza, etc., constituem ações que demandam energia pessoal. No minimo algum esforço e dedicação prévios.

É certo que em cada caso, valoriza-se algumas atividades mais que outras, seja em função dos objetivos ou do perfil do grupo. De qualquer forma, são preocupações importantes, o autocuidado, o cuidado com as pessoas, com o meio ambiente e com os objetivos do trabalho de campo, individualmente e em grupo.

Assim, listaremos abaixo algumas sugestões que orientam sobre aspectos relacionados a prática de campo para diversos fins e perfis dos participantes.

Lembrando que, a dedicação de cada um ao estudo, a reflexão,  à educação do olhar – no sentido antropológico,  de sua percepção, e o conhecimento de suas emoções,  etc.,  qualifica todo o grupo.

Sobre meditação e treino de atenção plena, Sueli Brandão recomenda as seguintes orientações: são orientações simples, de fácil compreensão e dão o norte pra quem deseja iniciar exercícios:

O que é a felicidade genuína?

Ciência e Meditação

A prática da meditação

O que é Atenção Plena?

O link abaixo disponibiliza um texto do pesquisador Roberto Afonso Beck acerca de procedimentos para realização de Pesquisa de Campo e Vigílias Ufológicas. Clique para acessar ou fazer o download:

PESQUISA DE CAMPO E VIGÍLIA

Veja também o artigo do Paccelli M. Zahler sobre procedimentos para coleta de amostra física para análise.

COLETA DE DADOS EM UFOLOGIA

Um questionário avaliativo de ocorrência, alternativo e/ou complementar às entrevistas eventualmente gravadas, pode ser respondido e enviado ao email geufodf@gmail.com e pode ser acessado através do link abaixo. O mesmo questionário pode ser utilizado também como roteiro de entrevistas a testemunhas. O documento foi elaborado pela equipe do GEU-UnB com algumas adaptações.

QUESTIONÁRIO AVALIATIVO DE OCORRÊNCIA UFO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *