SQS 405 – Objeto Invisível?

Imagem 1 – Vista superior do local SQS 405

Foi no parquinho infantil da SQS 405, por volta de 15h da tarde. Estávamos eu e meu amigo conversando sentados em um banco que dava de frente para o parquinho (imagem1). Foi então que, aos poucos, começamos a ouvir um som vindo do céu. O som parecia como o de uma máquina, ou talvez como o de um ar-condicionado que faz aquele som constante. O som parecia se deslocar e, à medida que se aproximava de onde estávamos, sua intensidade ficava cada vez maior ao ponto de o som estar tão intenso que preenchia todo o céu. Nunca havia presenciado nada parecido.

Apesar de o som se fazer muito presente, não havia nada visível no céu que pudesse ser a fonte daquele barulho desproporcional. Era como se o som estivesse saindo do nada. Era possível perceber o deslocamento do som que, aos poucos, foi se distanciando e sua intensidade foi diminuindo até desaparecer. Toda a experiência durou cerca de 5 minutos, a partir do momento que comecei a escutar o som até o momento que deixei de escutá-lo.

O som foi parecido com o que foi noticiado em 19/01/2016 em Jornal da TV São Tomé. Com a diferença de que o céu de Brasília não estava tão densamente nublado como o de São Tomé das Letras:  Veja  o vídeo no link: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/jornal-da-eptv/videos/v/barulho-continuo-no-ceu-chama-a-atencao-de-moradores-em-sao-tome-das-letras-mg/4748169/

Relato de Eduardo Streit
Testemunhas: Eduardo Streit e Gabriel Goulart
Data da ocorrência: Entre novembro e dezembro de 2018

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *